quarta-feira, 19 de maio de 2010

Rede FALE na Marcha para Jesus de Curitiba

 marcha24

O FALE Paraná participou da Marcha para Jesus em Curitiba. O intuito é faz do evento uma “Marcha com Jesus”, assim sendo, marchar em favor do órfão, viúva, dos pobres e desassistidos de nossa época, pela justiça social em nossos tempos. As faixas principais do movimento tinha as seguintes mensagens:

“Podemos servir a Deus e ao Dinheiro? “(Mat. 06:24) (sobre o escabroso vídeo da oração de evangélicos agradecendo pelo recebimento de dinheiro ilícito, ligados ao governador Arruda no Distrito Federal, cassado por infidelidade partidária e acusado de coagir testemunhas e obstruir as investigações sobre o esquema de corrupção no governo)

“Atos secretos da Assembléia Legislativa do Paraná”. Deputados Evangélicos, cadê vocês ? ...que corra a justiça como um rio impetuoso. Amós 5:24” (Investigações e denúncias internas mostram que o órgão editava atos secretos para fazer nomeações e demissões de servidores fora do Diário Oficial, um grande esquema para a criação de funcionários-fantasma).

"O que me assusta não é a violência de poucos, mas o silêncio de muitos" Pr Martim Luther King

marcha4Nos cartazes e entre a multidão presente, os pedidos de perdão dos pecados sociais:

pela idolatria ao dinheiro, pelo individualismo (comparado à Oração do Pai NOSSO), perdão pelo consumismo (...Cuidado! A vida de um homem não consiste na quantidade de bens que possui Lucas 12:18), perdão por nossa omissão frente as injustiças à nossa volta.

Abaixo segue o relato de nosso articulador Douglas Rezende:

“A reação das pessoas foi de surpresa, mas pela atenção que nos deram, pelos acenos de cabeça, pelas fotografias e filmagens das faixas, também foi de concordância. A impressão que tivemos é de que muitos tem tudo isso explodindo dentro do peito, mas por algum motivo, deixam lá guardado, em silêncio, outros já começaram a ecoar suas vozes.

Quando a tradicional fala dos políticos convidados estava em curso, estendemos a faixa sobre os “Atos secretos” da Assembléia Legislativa d Paraná no meio do povo, cobrando justiça, onde todos os líderes do palco puderam ver. Infelizmente, na tradicional oração pela cidade, o tema da faixa não foi citado, ficou em silêncio.

Já um grupo de hip hop, durante a caminhada, de cima de um caminhão de som improvisou um RAP com as letras dos cartazes, em outro momento uma moça com quem conversei disse “eu sou evangélica e nunca vi isso, vou procurar vocês na net”, também vários pastores nos deram palavras de apoio, fizemos contato com um grupo que luta em Curitiba pela paz no trânsito e com vários irmãos que tem “Fome e sede de justiça”.

marcha36 Uma rede de televisão se interessou pelo que tínhamos a dizer, então FALAMOS, e logo após chegaram algumas pessoas da organização da Marcha nos impondo “gentilmente” que retirássemos a faixa que denunciava a oração da propina, disseram que era muito agressiva e que o objetivo ali era o da união do povo evangélico. Inconformados explicamos o que estávamos fazendo como evangélicos, perguntamos se textos bíblicos são agressivos, se agressiva não é a corrupção.

marcha41Informamos que não iríamos retirar as faixas (afixadas nas grades da Ass. Legislativa) e cartazes, e  fizemos o que havíamos planejado anteriormente caso uma situação como esta se concretizasse, juntos com o Pr Werner e o Beto, ambos da REPAS, que estavam passando por alí providencialmente neste momento, nos reunimos justo as faixas e cartazes, ajoelhamos e como Jeremias oramos para que o Senhor da Justiça se fizesse presente.

Após este fato, durante o evento, começamos uma ação de coleta de lixo, pois haviam muitos papéis e garrafas jogados no chão e espalhadas por todo local, o que causou uma reação em cadeia, várias pessoas começaram a nos ajudar, em alegria por estar fazendo algo ou por constrangimento pelo que os outros estavam fazendo. Algumas pessoas nos cumprimentaram pelo trabalho, agradecendo à Deus, mas curiosamente continuaram imóveis. Depois da limpeza encaminhada, tivemos apoio de alguém do palco que falou ao microfone para que as pessoas ajudassem na limpeza, mais alguns começaram o trabalho que em pouco tempo transformou o lugar”.

Um comentário:

Facundo disse...

Muito importante o relado do sr. Douglas resende. Para vocês terem a idéia de que

1º - Hoje, os crsitãos tem que fazer diferneça para os próprios cristãos.

2º - Na atitude dos organizadores da marcha, dá pra perceber que muita gente marchava para Jesus, mas marchar para Jesus em direção a onde? Um reflexo da falta de próposico e compromisso da nossa geração.

Parabéns ao fale pela iniciativa.